Estratégias para 2018: Divisão Naval

Em 2016, todo o setor de eletroeletrônicos sofreu com queda nas vendas e demissões. Alguns fornecedores de equipamentos projetavam recuperação a partir de 2018, porém o cenário atual ainda é de estagnação. Com poucos barcos de apoio em construção nos estaleiros, as perspectivas se concentram em outros tipos de embarcações. As encomendas para navegação interior se mantêm aquecidas pelo agronegócio. Os fornecedores estão atentos à necessidade de peças de reposição e serviços de manutenção de reparo de embarcações em operação. Os impostos ainda são um dos principais desafios para as empresas oferecerem preços competitivos.

Confira a entrevista de TEKSEA na revista Portos e Navios feita por Danilo Oliveira: